PAULO AFONSO-BA: CHESF adota 05 medidas para encerrar as atividades do HNAS até 2020.

A reportagem do jremdestaque.net  teve acesso com exclusividade na manhã de hoje, 21 de janeiro de 2019, a um documento onde a administração da CHESF notifica o MPF-Ministério Público Federal/MPBA-Ministério Público da Bahia/SESAB-Secretaria de Saúde da Bahia/CMS-PA-Conselho Municipal de Saúde e CREMEB-Conselho Regional de Medicina da Bahia sobre os motivos do encerramento das atividades de prestação de serviços na área da saúde pelo HNAS-Hospital Nair Alves de Souza.

O principal motivo do encerramento dos serviços pela CHESF, segundo o documento da empresa em anexo, é a onerosidade gerada que se aproxima de R$ 50 milhões, e que o município, mesmo recebendo as verbas pelo Ministério da Saúde, não repassa para a companhia. Ainda no mesmo documento a CHESF relata que após recomendação do Comitê de Auditoria e Riscos  da Eletrobrás – CAE, adotará até 2020 cinco medidas para encerrar definitivamente as operações do HNAS em Paulo Afonso.

A primeira medida será a exclusão de cirurgias eletivas; a segunda a redução do horário de atendimento de urgência, que a partir de 01/03/3019, será das 07:00 as 19:00; a terceira será a exclusão do atendimento de ortopedia e redução de obstetras de 2 para 1, também a partir de 01/03/2019;  a quarta será a redução em até 60% do número de leitos no prazo de 06 meses e a última será a retirada da operação e administração do HNAS pela CHESF em dezembro de 2020, quer seja transferido ou não para a UNIVASF.

Confira o documento na íntegra a seguir.

 

 

CE-DG-001/2019

 

 

CE-DG-001/2019